SEJA BEM VINDO

O Portal Buriti agradece sua visita. Volte Sempre.

sábado, 30 de março de 2013

RELIGIÃO - SEMANA SANTA, INICIA-SE DOMINGO DE RAMOS E TERMINA NO DOMINGO DE PÁSCOA. QUAL SEU VERDADEIRO SENTIDO? E BURITI, AINDA SEGUE A TRADIÇÃO?

A Semana Santa é  uma  semana  muito  especial  e  sagrada  para  os católicos,  inicia-se no  Domingo de Ramos, dia em que é celebrada  a "entrada triunfal" de Jesus em Jerusalém, exatamente uma semana antes da sua ressurreição.
Domingo de Ramos na Igreja de N. S. Sant'Ana de Buriti
É uma semana em que a Igreja Católica e seus fiéis recordam acontecimentos da Vida, Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.
Depois da Quaresma, que é composta de 40 dias que é uma preparação espiritual para a Páscoa,  entra a Semana Santa e durante este tempo, a vida do católico é marcada pelo jejum, a abstinência, a penitência e a caridade.
Em todo o mundo, mais de 1 bilhão e 200 milhões de católicos celebram essa passagem que tem uma importância extrema para os Cristãos e em Buriti, como em todas as cidades e comunidades do mundo todo, existe uma corrente que é seguida por todos nessa que não é uma semana comum para a Igreja Católica.
No decorrer da Quaresma, os católicos não comem carne nas sextas-feiras e substituem a mesma por peixe, aliado ao jejum, como forma de penitência. Essa tradição que vem sendo seguida há décadas e simboliza o respeito pelo sofrimento que Jesus passou na sua quaresma e nos momentos finais de sua vida.
Há tempos atrás, a tradição de jejuar na Sexta-Feira Santa existia entre muitos (quem podia jejuar o fazia), mulheres com nome de Maria não tomavam banho na Sexta-Feira, televisão e aparelhos sonoros não eram ligados, ninguém  viajava, não tinha algazarras, folias e nem tampouco festas e o silêncio era mantido nas residências.
Hoje, essa tradição ainda existe em muitas famílias, mais foi perdida na maioria onde pra muitos, a Semana Santa motiva  momentos de lazer, festas, badalações, fugindo do verdadeiro sentido dessa data, fazendo com que muitos religiosos percam pouco a pouco a sua identidade.

A Segunda-Feira Santa é o segundo dia da Semana Santa, cujo começo tem lugar no Domingo de Ramos, e durante a qual os cristãos comemoram a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Em alguns lugares é conhecida como segunda - feira de trevas. Nesse dia realiza-se o ofício de trevas.
Terça- feira Santa e o terceiro dia da Semana Santa, onde são celebradas as Sete dores de Nossa Senhora Virgem Maria. E muito comum também por ser o dia de penitência no qual os cristãos cumprem promessas de vários tipos ou o dia da memória do encontro de Jesus e Maria no caminho do Calvário.
Quarta - Feira Santa é o quarto dia da Semana Santa. Em algumas igrejas celebra-se neste dia a piedosa procissão do encontro de Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores. Ainda há igrejas que neste dia celebram o Ofício de Trevas, lembrando que o mundo já está em trevas devido à proximidade da morte de Jesus.
Quinta - Feira da Ceia é o quinto dia da Semana Santa e, na manhã deste dia, nas catedrais das dioceses, o bispo se reúne com o seu clero para celebrar a Celebração do Crisma, na qual são abençoados os óleos que serão usados na administração dos sacramentos do Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos. Com essa celebração se encerra a Quaresma.
Neste mesmo dia, à noite, são relembrados os três gestos de Jesus durante a Última Ceia: a Instituição da Eucaristia, o exemplo do Lava-pés, com a instituição de um novo mandamento (ou "ordenança") segundo algumas denominações cristãs, e a instituição do sacerdócio. É neste momento que Judas Iscariotes sai para entregar Jesus por trinta moedas de prata. E é nesta noite em que Jesus é preso, interrogado e, no amanhecer da sexta-feira, açoitado e condenado.
Papa Francisco em cerimônia do Lava-Pés com adolescentes infratores da periferia de Roma
Comunidade Barro Branco realiza os mesmos rituais praticados por Jesus a mais de dois mil anos atrás com moradores na Capela de São Sebastião (Santa Ceia e Lava-Pes 
A igreja fica em vigília ao Santíssimo, relembrando os sofrimentos de Jesus, que tiveram início nesta noite. A igreja já se reveste de luto e tristeza, desnudando os altares (quando são retirados todos os enfeites, toalhas, flores e velas), tudo para simbolizar que Jesus já está preso e consciente do que vai acontecer. Também cobrem-se todas as imagens existentes no templo.

Sexta - Feira Santa ou Sexta - Feira da Paixão é quando a Igreja recorda a morte de Jesus. É celebrada a Solene Ação Litúrgica, Paixão e a Adoração da Cruz. A recordação da morte de Jesus consiste em quatro momentos: A Liturgia da Palavra, Oração Universal, Adoração da Cruz e Rito da Comunhão. Presidida por presbítero ou bispo, os paramentos para a celebração são de cor vermelha.

Drª Edmar Marques na foto acima narrando o evangelho sobre a Paixão e Morte de Jesus e foto abaixo a Adoração da Cruz também no povoado Barro Branco na Sexta-Feira da Paixão
Sábado da Aleluia é o dia da espera. Os cristãos junto ao sepulcro de Jesus aguardam sua ressurreição. No final deste dia é celebrada a Solene Vigília Pascal, a mãe de todas as vigílias, como disse Santo Agostinho, que se inicia com a Bênção do Fogo Novo e também do Círio Pascal.
Também é dia da Malhação de Judas (ou Queima de Judas). É uma tradição dos católicos neste período da Semana Santa e consiste em surrar um boneco do tamanho de um homem, forrado de serragem, trapos ou jornal, pelas ruas de um bairro e atear fogo a ele, normalmente ao meio dia.
Como é comum, detona-se um boneco que represente alguma indignação do povo. 
Em Buriti, esse boneco é confeccionado com ramas de melão são caetano e a cabeça e feita com uma cabaça muito comum na região conhecida também como cujuba, onde depois de fixado em uma forquilha, veste-se uma roupa velha e espalha-se na cidade. Já aconteceu caso de alguns tentarem dar sustos, colocando o boneco na porta da casa pra quando a pessoa abrir o mesmo cair em cima,  onde até tiros "de sal" foram disparados a algum tempo atrás aqui em nossa cidade.
Um dos bonecos que circulou em Buriti hoje sábado (30) e anoiteceu dentro de uma lixeira

Domingo de Páscoa é o dia mais importante para a fé cristã, pois Jesus anda sobre a água para mostrar o valor da vida. Esse dia é estendido por mais cinquenta dias até o Domingo de Pentecostes. Amanhã postagem sobre a Missa de Domingo de Páscoa na Igreja de Buriti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário